sábado, 17 de março de 2012

Conversas Cartomânticas: Edu Scarfon e o Cavaleiro de Ouros



Olá pessoal. Continuando as atividades da Blogagem Coletiva, cá temos a presença do querido Edu Scarfon. O Edu é jornalista e conheceu a magia desde muito jovem. Dedica-se há anos à propagação da bruxaria no Brasil. Além disso, desenvolve um dos mais respeitados trabalhos de culto aos deuses do panteão grego, ensinando seus rituais sagrados e como acessar essa magia tão antiga do povo que é considerado berço cultural de nossa civilização.
Iniciou sua jornada por meio de estudos de bruxaria, helenismo, xamanismo e tarot. Daí para frente, Edu fundou o Coven Faces da Lua e começou a organizar uma nova liturgia, unindo práticas e técnicas do culto grego à Wicca, inserindo também a Magia Grega e aquilo que pesquisara e aprendera com relação a este povo por intermédio dos próprios deuses. Assim nasceu sua tradição, a Eleusiana.
O Sacerdote de Apolo atua com oráculos como o Tarot Mitológico e a Litomancia Grega (método canalizado por ele). Além disso, ministra cursos, workshops e treinamentos de Magia Grega, Wicca e Tarot por todo o país. Edu, ainda, realiza rituais e festivais em honra aos antigos deuses.
Edu é o sacerdote responsável pelo espaço Faces da Lua e, conjuntamente com a Pietra di Chiaro Luna, responsável pela Confraria Brasileira de Tarot. Ele hoje nos convida a explorarmos o Cavaleiro de Ouros. Vamos com ele.
Contatos com o Edu: Faces da Lua.

Cavaleiro de Ouros
Modern Medieval

Encontro com o Cavaleiro de Ouros

Este é um arcano que eu, particularmente, gosto bastante de abordar e inclusive, vivenciá-lo. Buscarei, inicialmente, colocar a visão pessoal com relação a esta lâmina, adquirida durante esses anos de estudo sobre o universo do tarô e em seguida, utilizarei a obra “Tarô Mitológico”, da autora, Juliet Sharman-Burke e da reconhecida astróloga e também taróloga, Liz Greene como suporte.
Como todo cavaleiro, o fato de estar montado num cavalo, passa a ideia de movimentação e é assim, que o vejo, não importa o naipe. É um arquétipo que mostra-se em movimento, buscando seus objetivos, podendo estes, serem dos mais variados, de acordo com o naipe. Certa vez, ouvi numa explicação sobre tarô, de uma pessoa que contava um mito relacionado com as cartas da corte: Todo cavaleiro tem como objetivo tornar-se rei, ou seja, desenvolver-se dentro daquilo que atua, vindo a conquistar supremacia e estruturação perante seus intentos, o que explicaria muito bem esta movimentação.

Cavaleiro de Ouros
Lo Scarabeo Tarot

O Cavaleiro de Ouros, numa visão contemporânea em que estaria associado ao elemento Terra, representa o desenvolvimento e a potencialização do gosto pelo trabalho. Enquanto o Pagem nos faz sentir, uma certa necessidade de colocar alguma atividade em prática e viabilizar idéias para que isto aconteça, o cavaleiro já nos transmite foco e maior determinação. É um trabalhador nato e leal às atividades profissionais. Com grande ambição, busca se dar bem e realizar-se neste quesito. Para mim, é alguém de espírito jovem que se parece muito com a personalidade capricorniana ao pensar intensamente no futuro e almejar estruturar-se.

Cavaleiro de Ouros
Waite-Smith

No tarô Rider-Waite, obra consagradíssima de Arthur Edward Waite, a ilustradora, Pamela Colman Smith mostra um Cavaleiro de Ouros, montado num cavalo negro e na posse de um pentáculo, objeto no qual, o portador tem o olhar focado. O cenário é um local com bastante terra, colinas verdejantes e duas árvores de fundo. O cavalo pisa no gramado e junto de seu cavaleiro, dá a idéia de avistarem um outro local, numa certa distância a frente. Este avistar, dá a idéia de que o cavaleiro reflete sobre o que almeja para seu futuro, que pode estar associado ao pentáculo que ele porta em mãos, a moeda de ouro que remete ao princípio da riqueza e prosperidade.   
Como todo arquétipo, o do cavaleiro de ouros também possui seu lado sombra: na busca pelos desejos profissionais, pode tornar-se autoritário e orientado somente para as questões de trabalho, vivendo-o 24h por dia. 

Cavaleiro de Ouros
Aristeu
Tarô Mitológico

No Tarô Mitológico temos um encontro com Aristeu, ilustrando esta lâmina. Um jovem trabalhador que era filho de Apolo, deus da arte e dos dons proféticos, com a ninfa Cirene. Aristeu era pastor e apicultor, além de possuir muitos dons para a agricultura, dedicando-se também ao plantio de oliveiras. Num dado momento, Aristeu tenta seduzir Eurídice que era casada com Orfeu. A jovem foge do pastor e acaba tropeçando numa serpente que a morde, tirando-lhe a vida logo em seguida. As ninfas que presenciaram o triste canto de Orfeu ao perder sua amada, decidem vingar-se de Aristeu, tirando a vida de suas abelhas. Nosso herói, então, viaja de encontro com o profeta, Proteu, que lhe revelaria o que fazer para redimir-se com as forças da natureza e voltar a criar as abelhas com o mesmo sucesso de antes.
Ao conhecer o mito de Aristeu, como propõem as autoras do Tarot Mitológico, nos deparamos com uma figura tão dedicada ao trabalho, ao profissionalismo e à predisposição para efetuar melhorias, que certamente, trata-se de uma excelente escolha por parte das autoras para a abordagem do arcano.

Cavaleiro de Ouros
Morgan-Greer 

Vestindo o Cavaleiro de Ouros

Em muitos momentos da vida, nos deparamos com a necessidade de engatar uma atividade profissional e de ter ainda, a energia necessária para fazer, de fato, a coisa acontecer a ponto de nos propiciar realização e sucesso. O contato com este arquétipo pode nos proporcionar isso!
Quantos cavaleiros de ouros não existem ao nosso redor? Pessoas perseverantes, que buscam viver a realidade e detentoras de grande capacidade. São aquelas que se movimentam o tempo todo para verem seus ideais de trabalho realizados. O cavaleiro também é voltado para seu físico, uma vez que faz menção ao potencializar da influência material. Isso inclui a o cuidado com o próprio corpo! Vimos no mito de Aristeu, que o jovem buscava diversas formas de seduzir Eurídice antes de acontecer a tragédia com ela.
Quando precisarmos desse potencial empreendedor em movimento a favor de nossos intentos de prosperidade e inclusive, sedução, lembrando que esta não acontece apenas no plano afetivo, como nos vêm em mente assim que ouvimos a palavra, mas em todos os sentidos, poderemos pedir ajuda ao cavaleiro.

Nota do editor: nos baralhos clássicos, o Cavaleiro de 
Ouros é o único que porta uma arma além do símbolo 
do seu naipe. Nos marselheses, uma clava; em 
outros (como o 1JJ),  uma espada.
Cavaleiro de Ouros
Marseille Dusserre

Uma dica é carregar a carta consigo, buscando fazer uma reprogramação comportamental e assim, agir mais como o cavaleiro agiria. Invoque num ritual feito por você em posse desta lâmina, as energias da egrégora que ela contém. Delimite especificadamente quais são os atributos deste arquétipo que deseja ou experimente, vivê-lo na totalidade por um período, o que pode tornar-se um desafio e uma experiência enriquecedora. No final do período, devolva a carta ao seu tarô e agradeça pelo auxilio fornecido. 

Príncipe de Pentáculos
Golden Dawn

Nota do editor: Em alguns baralhos, como o Golden Dawn (1977), os Cavaleiros são substituídos pelos Príncipes. Existem diversas possibilidades de análise dessa perspectiva; porém, em última instância, aplica-se tanto aos Príncipes quanto aos Cavaleiros os mesmos significados propostos.

12 comentários:

  1. Excelente dica de ritual e texto.Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Também apreciei o texto e o ritual do Edu! Muito bons!
    Abraços, filho!

    ResponderExcluir
  3. Olá Emanuel,
    o seu presente artigo vem no seguimento do meu pensamento anterior à BCAP, por estranho que pareça :)

    Você reparou na imagem criada por mim para ilustrar a participação da 1ªfase? Pois é, coloquei todos os cavaleiros (taças,espadas,bastões e ouros) saindo do chapéu do mágico e a dama de copas pescando eles com uma cana.

    Conhece o jogo do peixinho? Eu bem tento fazer peixinho mas não há meio de acertar com o par (risos). Vou continuar jogando meu encanto (rs*).

    Agora, falando a sério, adorei o texto do cavaleiro de ouros. Fantástico. Tenho de parabenizar o Edu Scarfon.
    Abraço.
    Rute

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto do Edu.
    Saudades Manu. Bjos

    ResponderExcluir
  5. mto bom edu fera bjos thays

    ResponderExcluir
  6. Parabens Edu, pela vitoria, torci muito por vc!!!!
    val Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, torci por vocè desde o começo, embora ficaram para final só os melhores, voê é muito bom mesmo! Gostaria muito de me consultar com você, deixo meu email, para que possa me responder, ficaria muito feliz. d.bachiega@gmail.com, um grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Parabens edu pela vitoria!

    ResponderExcluir
  9. Edu Moro no interior da bahia passo por um problema sério entre familiares como faço para entrar em contato com vc meu email é anacris_Laura@hotmail.com me responda

    ResponderExcluir
  10. Adorei a participação do Edu no Programa!!!
    Peço por gentileza um contato vosso.
    Meu E-mail - Araguaiarevestimentos@gmail.com
    Obrigada

    ResponderExcluir
  11. To com problema preciso falar com edu scarfon cibeledecassiacoelho@gmail.com

    ResponderExcluir

Quando um monólogo se torna diálogo...