sábado, 15 de março de 2014

Como criar um blog de cartomancia. Ou: dicas para quem quer começar [PARTE 1]



Olá pessoal. Essa postagem, na verdade, é um auxílio para quem quiser criar seu próprio blog de cartomancia. Um blog para cartomancia é algo tão lugar comum que é complicado obter conteúdo de qualidade para nossas pesquisas. Mas não precisa ser assim. E, como o blog não deixa de ser o portfólio do cartomante, é melhor não ter um blog que ter um blog ruim. Nesses quatro anos de blog, reuni algumas dicas, oriundas da minha experiência - daquilo que deu certo e daquilo que deu definitivamente errado - assim como dos blogs que sigo, e daqueles que deixei de seguir, no primeiro caso pela inspiração que me oferecem, no segundo caso pela ausência de conteúdo ou, pior, pelo plágio.
Espero que apreciem, e que lhes seja útil.

Conheça (bem!) a cartomancia a que propõe escrever. 

Sem essa, nem adianta começar. Falo MUITO sério. De nada adianta copiar o que está em livros ou em outros blogs, por melhor que seja o conteúdo. É interessante você viver um tempo a cartomancia antes de se propor a escrever sobre. E também não é bacana criar uma “colcha de retalhos”, ainda que no começo todos façamos isso. Comecemos do básico: qual baralho você utiliza no seu trabalho? É um Marselha, um Waite, um Baralho Para Ver a Sorte, baralho comum? O que você pode dizer sobre os desenhos, a organização, as cores, as formas..? Já falaram sobre isso antes? Cite. Quem veio antes de você não descreveu o suficiente? Aprofunde. Você percebeu um detalhe e não encontrou ninguém falando sobre isso? Você viveu alguma experiência com o Arcano, seja em um jogo, seja em uma meditação, que o marcou?
Escreva. Muito. 
Nunca é demais lembrar: Cópia, além de tudo, é crime.
Estou preparando uma bibliografia para acompanhar o blog. Para breve. De qualquer forma, cito muitas das minhas referências, de forma comentada, no meu primeiro livro: Conversas Cartomânticas: da escolha do baralho ao encerramento da consulta


Adquira material de qualidade para o seu trabalho.


Essa aqui é imprescindível. Quando falo de qualidade, falo de boa impressão, durabilidade, funcionalidade e especificidade. Por mais que possamos começar nossa jornada através de um "baralho de revistinha" - e foi assim mesmo que eu e mais um monte de gente começamos -  no momento favorável em que estamos, em que podemos contar com baralhos importados e nacionais pronta entrega, não há justificativa para usar baralhos de qualidade inferior. Colecionar, ok, mas trabalhar com um baralho inferior não agrega valor ao seu estudo nem ao seu trabalho. E, convenhamos, nada como usar um mesmo baralho por anos, sem que as cartas rasguem ou abram.

Sites de venda de baralhos que eu recomendo:

Amor, o Próprio. O trabalho da Priscilla Lhacer é impecável. Achou para mim baralhos preciosos e tem sido a melhor fonte de obtenção de baralhos da marca Lo Scarabeo. Venda pela internet, e nos melhores eventos do país.
De Keizerin Boutique. Loja da Socorro Van Aerts, excelentes baralhos europeus em pronta entrega, também. Adquiri os Lenormands mais preciosos da minha coleção com ela.
Coelestium. Pronta entrega de baralhos da US Games, assim como de outros elementos de magia cerimonial.
COPAG. Tarôs da AG Müller e Lenormands. O Baralho Para Ver a Sorte, o mais tradicional baralho Lenormand do cenário nacional, pode ser adquirido aqui.

Baralhos específicos:

Esmeralda Lenormand. O baralho mais surpreendente do ano. Adquira aqui.
Baralho da Maria Padilha. Desenvolvido por Eliane Artman, já está na sua terceira edição. Dentre os baralhos específicos, um dos mais encantadores e misteriosos oráculos que já pus a mão.

Leia blogs de Tarô, Cartomancia e afins.

É uma dica pari passu com as anteriores, mas possui sua razão de ter sido separada da primeira. Nem sempre a melhor ideia para um texto provém de alguém que trabalha com o mesmo assunto que você. Por vezes, eu achei referências a cartas que estavam quebrando a minha cabeça em blogs que não falavam absolutamente de cartomancia - por exemplo, temos os textos sobre macarrão, sanduíches e cartomancia. Mas, para eu ter certeza que era algo precioso para ser escrito, eu lia meus colegas para entender o que eles pensavam a respeito no momento, e se valia a pena escrever sobre. E ficava atento aos feedbacks, também, na seção de comentários.
Por outro lado, a gente aprende a escrever, lendo e escrevendo, nessa ordem. Então, ler outras pessoas do meio auxilia a escrevermos melhor. Cria-se um gosto estético, uma proposta, uma assinatura. Há quem escreva de forma poética. Eu prefiro escrever crônicas. 
Há espaço para todos os gostos. Mas é importante que você desenvolva um gosto pra chamar de seu.
Blogs que recomendo - são minhas leituras mais afoitas:

Blog de Tarô, Arieron Salik.
Tarô Virtual, Kelma Mazziero.
Tarô: leitura e escrita, Pietra di Chiaro Luna.
Café Tarot, Leo Chioda.
Zoe Tarot, Zoe de Camaris.
Via Tarot, Claudia Mello.
Zephyrus, Marcelo Bueno

De Lenormand:
LENORMANDO, Alexsander Lepletier
As Cartas Ciganas, Tânia Durão
Tzara da Estrela, Sonia Boechat

E, como única exceção - não é um blog, mas é uma das minhas fontes de reflexão mais efetivas dos últimos tempos - indico também a página do Facebook do Giancarlo Schmid. Dado nosso assunto ser blogs, abro essa única exceção. Evidentemente, porque vale MUITO a pena seguir.

Percebam que os blogs que citei - e que não são nem de longe os únicos que leio, mas são os que de fato eu leio mais - são completamente diferentes entre si, com propostas diferentes. Temos aqui blogs didáticos, explicativos, poéticos, imagéticos, vivenciais, experimentais. Isso porque eu só citei blogs de cartomancia - eu leio muitos blogs de variedades, também. É no cotidiano que encontro minha maior inspiração.
Todas facetas abordadas pelos autores dos referidos espaços são deliciosas, e eu tento explorar criativamente por aqui algumas delas. O Conversas Cartomânticas é um blog de conversas - com as cartas, com os leitores, com os profissionais - e, dentro dessa premissa, pode abordar todas essas perspectivas. Entendeu o que eu quis dizer com escolher bem uma identidade para o blog? Facilita muito as coisas, sobretudo quando você se propor a escrever algo diferente.

Atualize seu blog com regularidade. 

Perceba: regularidade, não frequência. A frequência é importante quando o conteúdo é de qualidade. Decidiu criar um blog sobre a carta do dia? Ok, a regularidade é importante, senão vira carta da semana, carta do mês, carta do bimestre... quando a proposta inicial era a carta do dia. 
Para um blog de cartomancia, postagens semanais são o ideal. Nem tão pouco que o blog fique parado, nem muito para que falte assunto. 

[continua...]

15 comentários:

  1. Voltei para te rever e na sua nova foto, o sr está bem diferente, mas estiloso. Bacana :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! Precisava dar uma repaginada, rs! Beijos!

      Excluir
  2. Olá meu querido, adorei o post são dicas preciosas, principalmente no que diz respeito a observar o tipo de blog que se quer criar e qual seu objetivo. Como você sabe eu era dona do Tarômetro e ao iniciar outra faculdade somada a vida cotidiana não deu mais para alimentá-lo. era um blog que como o nome dizia tinha o intuito de medir a temperatura do dia através das cartas ou seja "cartas diárias" e isso se tornou impossível, recebi muitas mensagens de leitores me cobrando as cartas quando não podia mais alimentá-lo. Só então percebi minha responsabilidade com o que eu escrevia, tanto em relação as fontes ( que muitas vezes eram a minha própria experiencia de trabalho com o Tarô) quanto no tempo que dispunha a me dedicar a ele , foi por isso que com tristeza tirei do ar :( mas um dia eu volto e com mais tempo com a permissão do universo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ro! Então, é complicado mesmo manter um blog diário. Uma vez eu até tentei, mas não funcionou muito bem. O único blog que conheço que consegue manter essa frequência com maestria é o blog da Claudia Mello, o Via Tarot. Aqui no Conversas, é tudo muito próximo de ser semanal, mas por vezes a coisa desanda - três postagens em uma semana, três semanas sem postagens... Por isso passei a programar as postagens, para ter esse tempo criativo à minha disposição. Por que você não volta e passa a escrever em um dia da semana os textos da semana toda? Seria o máximo ter você de volta!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Querido Emanuel! Obrigada de coração por citar meu Blog. Um Blog é como um filho querido. Construímos, nutrimos, amamos e o cuidado é a concretização deste amor. Você que é um Mestre na escrita e na pesquisa, conjuga duas coisas que me encantam: neste Blog as Cartas conversam, e falam através de você, uma pessoa inspirada e ética. Esta combinação nos conquista a todos! Bjus querido! Sta Sara cubra seus caminhos e te proteja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia, sem dúvidas seu blog é um dos que mais agrega conhecimento à nossa jornada. Não só pelo conhecimento, mas pela tua vivência, experiência, amor e carinho com que nos ensina acerca do universo que cerca nossa prática.
      Muito obrigado por partilhar conosco tua sabedoria. Sou grato por ter te conhecido e ter a oportunidade de celebrar nossa amizade.

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Emanuel, acompanho o seu blog há anos e tenho grande admiração pelo seu trabalho. Comento raramente, mas preciso parabenizá-lo pelo post em hora tão propícia. Iniciei um blog sobre as Sibillas em janeiro, baralho difícil de abordar pela pobreza de fontes escritas a respeito dele, mas essa falta de material (em português, ao menos... nunca achei que estudaria italiano na vida, mas estou estudando) nos instiga a buscar por conta, a meditar, a escrever, a criar, a testar. Já é meu terceiro blog, o primeiro sobre cartomancia. Obrigada pelas preciosas dicas. Aguardo ansiosa o próximo post sobre o assunto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sibilla, que honra ler teu comentário. Que máximo ter iniciado um blog sobre essa cartomancia que muitos amam e poucos conhecem, cá no Brasil. Bom saber que mais pessoas buscam esclarecê~lo. Cá no blog tento pontuar, pincelar, algumas cartas, mas não desenvolvi aqui um trabalho sistemático. Torço pelo teu empreendimento!

      Semana que vem tem mais dicas!

      Excluir
  7. Emanuel, por gentileza eu escrevo novamente.
    Dicas preciosas!
    Achamos muita coisa sem sentido. Sorte daqueles que conseguem enxergar e separar o lógico do sem noção.
    Eu tive sorte. De encontrar você e essa turma boa que indicou acima.
    Já sigo os de Lenormand e vou pesquisar os demais.
    No momento, não é meu projeto montar um blog.
    Quem sabe?
    Com essas dicas e mais aprendizados, eu posso até mudar o rumo. Mas ainda tenho que caminhar muito. Futuro!
    Deu frio na barriga com sua frase: “Cópia, além de tudo, é crime”. Lembrei-me de algo que cometi, mas não é crime. rs. Sem brincadeiras. Apoio, seríssimo. É isso mesmo.
    Lembrando de Livro.
    Li teu livro mais uma vez e ai deu vontade de mexer com o Tarô.
    Você mencionou sobre "baralho de revistinha“, fiz mais ou menos isso.
    Entrei num site, imprimi as imagens e escrevi os significados. Só para conhecimento.
    Bem, finalizo a conversa dizendo: Parabéns pelo ótimo conteúdo do post. Certamente útil a muito que precisam começar.
    =============
    Ah! Depois verifique o link do seu livro, pois para mim em casa e no trabalho exibiu a msg: “Esta conexão não é confiável”.
    Usei este link aqui https://agbook.com.br/book/133062--Conversas_Cartomanticas
    e funcionou.
    No post você colocou com “www’ na frente.

    Um abraço e até as próximas.
    Renata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata, que bom que agora teu comentário entrou!
      Obrigado, mesmo. Eu acredito que, em meio a tanta coisa, é bacana indicar o que fez a diferença na minha vida.
      Muita gente bacana já passou - e passa - por aqui. Muita gente que agrega. A esses, minha gratidão.
      Evidente que, infelizmente, não pude, nesse post, citar a todos, por nem todos corresponderem ao tema do momento. Mas essa é a primeira de várias postagens (até o momento, cinco, rs) e citarei outros nomes preciosos em momento oportuno.
      Um blog é, como a Sonia disse, um filho. Esse é meu quarto blog. Desde o Cartomancia - Por Emmanuel. Um dia a gente acerta.
      Eu sou muito específico na questão cópia. Cópia é não citar fonte. Disponibilizar obras esgotadas sem previsão de relançamento e sem possibilidade de obtenção de outra forma é algo que deveria ser revisto. Na postagem sobre o Tarot da Golden Dawn, está o link para o livro do Robert Wang para baixar.
      Tarô é bacana, é bem diferente do Lenormand na teoria, mas na prática é mancia. Vários caminhos levam a Roma.
      Para treinar, excelente ter um baralho de revistinha. Quando eu comecei, não tinha dinheiro pra comprar o Tarô Mitológico. Juntei todas as cartas no Word e levei numa gráfica, e imprimi em papel fotográfico.
      Tenho esse baralho até hoje.
      Mas não dá para atender com ele, não é? Além disso, agora está muito mais em conta comprar um baralho bom. Dá para ter um baralho pra chamar de teu.

      Esse lance do link está preocupante, porque o meu link é o antigo, o site mudou. Vou verificar. Obrigado.

      Até as próximas.

      Excluir
    2. Fiquei pensativa nesta frase. “...Vários caminhos levam a Roma.” Sugeriu-me ler sobre os Deuses Sagrados (“Mitológicos”). Consegui, por pouco $$$, alguns livros interessantes sobre o assunto. Achei o “Sonhando com os Deuses” de Scott Cunningham. Fala sobre o Sono Sagrado. Revelações dos Deuses através do sonho. Antigamente era mais sutil a comunicação entre o mundo e os Deuses. As pessoas utilizavam o sono para ter previsões, conselhos e mais. Acredito que o Sonho era/é como um oráculo. Continua sendo. O livro ensina como preparar-se e todo o ritual para os sonhos divinos.
      E isso tudo começou...no Egito, Suméria, Babilônia, Assíria, Grécia e finalmente Roma/Mundo. :)

      Obrigada pela troca e conversas.

      Até.

      Excluir
  8. Emanuel,vc é um mestre na arte de ensinar. E sobre o que diz no início sobre plágio,é bem verdade e nem vale a pena. ontem assisti o vídeo de uma oraculista que denuncia o plágio de uns cartomantes bem conhecidos, e sinceramente,eu tinha respeito por eles mas em vista das provas que ela colocou là, minha consideraçao por essas pessoas se esgotou
    Admiro seu trabalho porque vc nunca precisou plagiar para ter destaque em cima do trabalho dos outros
    Beijinhos meu mestre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, fico muito feliz que goste daqui do espaço. Esforço bastante para colocar meu ponto de vista. E é colocar à prova, mesmo: esteja sempre à vontade para discordar.
      Puxa, que coisa difícil esse lance de plágio. Ainda existe, né. E isso não é bom. Já tive textos inteiros plagiados e é horrível pensar que existe quem não cite.
      Curiosamente, a pessoa não se deu ao trabalho nem de tirar o meu nome e o texto da primeira pessoa...
      Muito obrigado. Não, eu não plagio aqui não. Aqui, se tem fonte, a gente cita, se não tem, a gente aponta, e se a ideia é minha, está em primeira pessoa. Talvez outras pessoas pensem de forma semelhante, mas se isso acontecer, eu realmente não sei, e, sabendo, volto no texto e edito.

      Muito obrigado pelo carinho.

      Excluir

Quando um monólogo se torna diálogo...