quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Blogagem Coletiva Petit Lenormand: 14. Victor Magalhães e a Raposa.



Olá pessoal. Estamos caminhando para a metade de nossa blogagem coletiva, e muito já foi e está sendo construído por aqui. Tenho tido feedbacks fantásticos dos nossos trabalhos mas, reitero, aqui sou só escriba, todo o mérito é dos escritores.
E hoje temos conosco o Victor, um carinho de rapaz, um dos presentes que a Tânia Durão trouxe para a minha vida. E ele caminha suave como as patas almofadadas da Raposa.
Caminhemos com ele.



A raposa é uma das cartas mais emblemáticas do baralho Lenormand. Muitas vezes é atribuída como uma carta negativa, entretanto, é importante salientar que não existem arcanos negativos ou positivos. Eles apenas transmitem mensagens e, a carta da raposa é um alerta, portanto, nos dá uma dica para nos policiarmos em relação as nossas ações e pessoas próximas a nós. A raposa é uma carta multi facetada, pois pode assumir qualquer característica das outras cartas do baralho em relação a comportamento, porque ela se adapta. Diferentemente das cartas “negativas”, a raposa é a que devemos mais ter atenção quando se refere ao outro. Ela não é medrosa como a cobra, que ataca quando se sente ameaçada, tampouco covarde como o rato, que ataca de maneira sorrateira, na surdina e, muito menos de forma desproporcional e visível como o urso.




Ela assume todas as formas porque é sofisticada, boa atriz, sabe fingir e interpretar. É elegante e bem articulada. Passa despercebida nos ambientes e assume qualquer característica, armando sua armadilha. Pode ser rápida como o cavaleiro, equilibrada como a casa e fingir ser leal como um cachorro para conseguir o que quer. Assume todas as formas. É uma carta de alerta geral. Todavia, como não há vítimas neste mundo, é necessário ter o cuidado ao afirmar que existem pessoas armando contra o consulente. Se tiver, ele as atraiu e, o mesmo, tem o poder de interferir com o pensamento para repelir. A reforma íntima é importante neste aspecto. Precisamos ter bom senso e responsabilidade para assumirmos nossos atos, deslizes e a falta de comprometimento para com a vida e conosco.
Pode parecer meio louco, sem sentido, mas, para afastar um ser raposa, ame. Jamais cai no jogo dela. O que emitimos, sintonizamos. Desconecte-se desta energia. Medite. Pense. Ilumine-se. E todo o mal, todas as ameaças sumirão. E isso vale para o rato, urso, cobra e quaisquer situações negativas que requerem nossa atenção para solucioná-las. Mais importante do que prever, é orientar. 



Nós somos divindades em ascensão. Temos o poder de interferir em tudo. Não há determinismo, fatalismo, missão, Karma etc. A vida acontece agora. Do passado tiramos lições. O futuro é a construção do agora. Esqueça os outros, as bobagens, os dogmas. Foque em você. Cada um é um universo, portanto, o que é válido para um, não é para o outro. As regras morais não estão escritas em livros sagrados, pois já estão inscritas na alma e, somente o coração sabe distinguir o certo do errado e não convenções sociais e dogmas religiosos que limitam nossa evolução. Larguem a culpa, o rancor e o ódio. É difícil, mas, aos poucos se consegue. Ouçam mais o coração e o mal desaparecerá. 
Talvez a Raposa mais famosa do mundo.

Acredito que toda a carta deveria levar a uma reflexão. No caso, a raposa nos leva a refletir sobre o porquê de estarmos atraindo armadilhas. Onde estamos sendo inocentes? Ou, o que fizemos para atrairmos esta situação ou pessoa? Sempre que está lâmina sair em um jogo, tenha cautela e muita prudência com seus atos.

11 comentários:

  1. Maravilhoso texto, Victor! Muito importante ressaltar esse conceito da cocriação, porque afinal é exatamente assim, a gente atrai o que vibra. Adorei!

    Gratidão,
    Lilian

    ResponderExcluir
  2. Excelente texto! Gostei muito da forma com que vc vê a Raposa e como a explica de modo prático e direto.

    ResponderExcluir
  3. Victor, amo seu jeito de ser e escrever. Você tem um talento natural para perceber a alma humana e seus matizes. Que seu caminho seja sempre cheio de luz e você continue escrevendo para nos ajudar a ver mais longe. Um bjo !

    ResponderExcluir
  4. Lilith, a gente atrai o que vibra mesmo, por isso, devemos sempre focar na gente. As pessoas nos tratam da forma como nos tratamos. Beijos e obrigado!

    ResponderExcluir
  5. Sonia, você foi uma das pessoas que me ajudou a dar esse empurrãozinho na escrita. Você é como um farol que vai guiando as pessoas pela vida. Sou eternamente grato pela sua ajuda e pelo seu carinho. Um beijo cheio de luz no seu coração! <3

    ResponderExcluir
  6. Obrigado a todos e, principalmente ao Emanuel, por ter me dado essa oportunidade. xD

    ResponderExcluir
  7. Perfeito!
    Parabéns Victor, e agradeço muito as palavras.

    ResponderExcluir
  8. Boa Tarde

    Poderiam me ajudar a entender quando sai a carta Raposa nos pensamentos da pessoa, o que ela pode representar??

    Gisele

    ResponderExcluir
  9. Gostei da dica de atriz, isso já faz muito sentido.

    ResponderExcluir

Quando um monólogo se torna diálogo...