segunda-feira, 27 de julho de 2009

Considerações sobre a Mesa Real


É difícil precisar o que é a Mesa Real. Encontram-se pelo Brasil e pelo mundo diversos métodos diferentes com esse nome, seja com o Petit Lenormand, seja com jogos de outros baralhos - como o Kipper, por exemplo. Entretanto, quando você, leitor, encontrar essa nomenclatura no blog, estou me referindo a essa forma de praticar o método, que uso há quase quinze anos - o tempo passa...
Inclusive, é esse jogo que você encontra atualmente no Baralho Para Ver a Sorte, publicado pela Copag, e que está no meu livro Conversas Cartomânticas: da escolha do baralho ao encerramento da consulta, e que analisamos pormenorizadamente na prática, no Módulo II do curso de Petit Lenormand (novas turmas em breve).
Ao invés da estrutura 4x8+4, utilizo uma sequência de 9 colunas de 4 cartas, 4 filas de 9 cartas, conforme segue:

[01][08][09][16][17][24][25][32][33]
[02][07][10][15][18][23][26][31][34]
[03][06][11][14][19][22][27][30][35]
[04][05][12][13][20][21][28][29][36]

Ou seja, após embaralhar as cartas, disponho em zigue-zague na vertical. Leio as cartas duas a duas, sendo da esquerda para direita nas fileiras de cima e da direita para a esquerda nas fileiras de baixo, assim:

[01][02][03][04][05][06][07][08][09]
[10][11][12][13][14][15][16][17][18]
[18][17][16][15][14][13][12][11][10]
[09][08][07][06][05][04][03][02][01]

A posição da Carta Testemunha é fundamental para a análise do jogo. É a partir da posição do consulente, se homem, representado pela carta 28, se mulher, pela 29, que se inferem todas as questões do jogo. Confira aqui uma entrevista que concedi ao canal Sorte Lenormand sobre o assunto.
É importante perceber onde está a consciência do problema do consulente, a partir de sua significadora - a carta [28] para o homem e a [29] para a mulher, pois É possível que o consulente esteja se atentando mais a coisas que passaram (à esquerda de sua carta), ou a coisas que poderiam acontecer (as cartas à direita de sua Testemunha) mais do que realmente é importante atentar-se no AGORA (o que rodeia sua carta, em especial).
Há cartomantes que atribuem valores às cartas, como no Tabuleiro, feito com o Tarô. Nesse caso, à Casa 1 corresponde a carta do Cavaleiro e essa casa falará das notícias, da velocidade, daquilo que vem de forma oral, da sexualidade e libido. Ou seja, ao abrir uma casa, é o significado da casa que limita o significado da carta. Particularmente, eu prefiro ler os pares. É mais dinâmico e mais coeso, pelo tempo que venho praticando. Papus tem uma proposição parecida, para uma leitura de 36 cartas, que poderia ser utilizada - entretanto, apesar de sinalizar a possibilidade, nunca a testei.

Para saber mais:

Módulo II do curso de Petit Lenormand - com Emanuel J Santos

Sobre a Mesa Real de 4x8+4: 
Karla Souza possui um curso específico de Mesa Real.
volume III do Diário Lenormand, escrito e desenvolvido por ela, lida aprofundadamente sobre o tema.

Sobre as propostas de Papus (um estudo que eu ainda não fiz):

Até o próximo post.


9 comentários:

  1. Bem eu me chamo Michele Cavalheiri e sou do interior de São Paulo, eu comecei a ler as cartas faz pouco tempo desde q as ganhei no meu decimo setimo aniversário, porem oq eu pude ver ´pelo baralho cigano feito pela Mlle. Lenormand seria q a disposição de cartas seriam 5 fileiras, quatro com oito cartas e a quinta e ultima com 4 cartas, que começava a partir da terceira coluna a disposição das quatro da esquerda para a direita por exemplo:

    - - - - - - - -
    - - - - - - - -
    - - - - - - - -
    - - - - - - - -
    . . - - - -
    Por ser o mesmo metodo De Mlle. Lenormand a disposição das cartas deveriam ser iguais não concorda? Pelo menos no modo como dizem que ela profetizou a grandeza ao Napoleão e a queda de muitos outros na corte.
    Dizem que foi essa mesma disposição do baralho que ela ultilizava.
    Porém qual se torna a certa?



    Michele.

    ResponderExcluir
  2. Michele, desculpe a demora na resposta. Seguinte: quando tomamos um jogo por "correto", devemos ter cuidado em estudarmos as origens do mesmo. Esse jogo que você conhece na verdade é um jogo proposto para o Baralho Espanhol, porque é desenvolvido para 40 cartas, não 36. Contudo, o que realmente importa é o jogo funcionar bem para você.
    A história, a biografia de Mlle. Lenormand é muito controversa. "Vende" dizer que ela foi a consultante de Napoleão, mas não obtive ainda certeza sobre o assunto. Se as pessoas criam histórias acerca da vida dela, o que dirá de seus métodos?
    Eu jogo com esse, de 4 fileiras de 9, por me ser mais confortável, mas poderia testar o método que você indica e comentá-lo, posteriormente.
    Grande beijo!!!
    P.S.: Deixe seu contato, por favor, para facilitar o retorno.

    ResponderExcluir
  3. Gostei mas não consigo seguir o google connect ta dando erro....

    ResponderExcluir
  4. Eu amei essa postagem!

    Eu aprendi a Mesa Real à Espanhola ( a descrita pelo comentário anônimo), mas nunca me senti muito confortável lendo assim (embora consiga interpretar bem as tiradas). A base (4 cartas) sempre me deixam incomodada. Vou testar essa proposta de mesa real, mas ao ler o post já me senti mais "familiarizada" tenho que confessar!

    ResponderExcluir
  5. Também aprendi a jogar pelo método do comentário, mas igual a Anna Cecilia não me sentia confortável - era como se faltasse algo. Pelo método descrito aqui no seu blog, de cara, vi que era isso o que eu realmente buscava. Vou testar hoje e conto depois.
    Um xero do tamanho da Bahia procê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será sempre bem vinda! Faça o teste e conte pra nós!

      Excluir
  6. Ola Emanuel, tendo já lido algumas postagens suas e achando respaldo ético e sábio tenho procurado alguma forma de entrar em contato com você. Realmente preciso de uma consulta, orientação sua. Forte e fraterno abraço. Margarete MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margarete, enviei meu email por mensagem a ti. Estarei às ordens para marcarmos uma consulta.

      Excluir

Quando um monólogo se torna diálogo...